fbpx

Autoconhecimento É Autoempoderamento

Quem Somos Nós?

206

Quem Somos Nós?

Amanda (Marlee Matlin) é uma fotógrafa surda, em busca de respostas para a vida e a existência. O espectador acompanha a jornada de Amanda através de conceitos científicos e espirituais, passando pela física quântica e teologia, com a colaboração de especialistas.

Amanda se vê numa experiência fantástica quando sua vida cotidiana começa a transformar-se, revelando o mundo desconhecido de valores ocultos, encobertos por uma realidade espantosa, que a maioria de nós considera normal.

“Quem Somos Nós?” (What the Bleep do We Know?) é uma produção que mistura documentário, ficção e animações.

É um documentário diferente da maioria dos outros documentários porque traz embutido um enredo ficcional, visando tornar o espectador mais interessado.

Não há apenas questões filosóficas e científicas da mente apresentadas de maneira direta, há também a vida de uma personagem com suas lembranças vivenciais que vão sendo reveladas aos poucos, trançando um paralelo ou relação com a física quântica, definindo-a como a física das possibilidades, dos acontecimentos potenciais.

Os tópicos apresentados no filme incluem neurologia, mecânica quântica, antropologia, epistemologia, ontologia, metafísica e espiritualidade. A intenção do filme é fazer uma junção entre física quântica, espiritualidade, e a construção da realidade pelo pensamento.

A ênfase do filme está na tese de que o pensamento humano é um fenômeno de natureza quântica. Tenta assim, unir à física quântica à consciência. É uma produção polêmica que tem gerado sentimentos e discernimentos distintos sobre o filme e seu conteúdo.

Mas o mérito do filme pode estar em trazer de forma simplificada para a tela do cinema a discussão acerca da física quântica e de suas possíveis relações com a Realidade. Defende a premissa de que cada um é responsável pelo controle de sua mente e de suas ações. O novo pode ser instaurado o tempo todo, obtendo assim, novos resultados – “O mundo não está lá independente de minha consciência. O mundo só existe em possibilidades” (Trecho retirado da legenda do filme).

O filme também explora através de animações a parte fisiológica responsável pelas ações humanas, dando explicações sobre o funcionamento do cérebro como órgão controlador de todos os outros sistemas e funções corporais. O desfecho se dá sob a forma de desafio, uma vez que se coloca em dúvida tudo ao que se assistiu, incitando o espectador a não aceitar tudo o que lhe é imposto, ser um ser ativo, procurar saber se é verdadeiro.


Assessments – Ferramentas de autoavaliação e autoconhecimento


Sessão gratuita de Coaching ou Mentoria

Clique aqui

Assine nossa Newsletter


Prof. Paulo Morais

Eu Acredito em Você – Acredite Também

Participe da Rede de Voluntários em negócios de impacto social da F10 – Fundação 10 Envolver em https://10envolver.org


Seja uma pessoa D+

Descubra – Desperte – Desvende  – Distingue – Desfrute – Divirta – Debata – Desenvolva – Destaque – Divida – Divulgue – Distribua


[RICH_REVIEWS_SHOW]

Avalie esse conteúdo. Seu depoimento é importante para a manutenção e expansão desse projeto.

[RICH_REVIEWS_FORM]

Gratidão

Siga nos

Mantenha-se atualizado e receba prêmios

Prof. Paulo Morais
  • Prof. Paulo Morais
  • Analista Comportamental pela PM Desenvolvimento Humano Integral (https://pmorais.com.br)
    Mentor em Qualidade de Vida e Bem Estar pelo ICS - Instituto Crê Ser (https://institutocreser.org)
    Fundador do Programa de Impacto Social da F10 - Fundação 10 Envolver (https://10envolver.org)

Deixe uma resposta